quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Povos Indígenas em Quadrinhos


Povos Indígenas em Quadrinhos

povosindigenas











Em novembro mais um material nacional foi lançado e merece nossa apreciação, dividido em capítulos, o livro Povos Indígenas em Quadrinhos traça um sensível retrato (histórico e contemporâneo) dos mais importantes povos indígenas brasileiros e dos povos que habitam o Xingu. Uma introdução mostrando a chegada dos primeiros indígenas americanos vindos da Ásia, sua ocupação da América do Norte, a formação das civilizações pré-colombianas e os primeiros contatos com os exploradores europeus complementa o livro. 
Um lugar comum nos contatos com os “civilizados”, seja com os europeus do século 16, seja com os brasileiros do século 20, é a repetição das histórias de matança, epidemias, traições e usurpação de terras que os povos indígenas sofreram e continuam sofrendo. A belíssima arte e a técnica narrativa do excepcional Sérgio Macedo mostram um pouco do universo rico e verdadeiro dos povos indígenas brasileiros e faz um contraponto com as histórias de destruição e horror que acompanham os Kayapó, Yanomami, Xavante, Suruí, Panará…
O autor nasceu em 1951 em Além Paraíba, Minas Gerais, e cresceu em Juiz de Fora. Em 1969, começou a trabalhar como desenhista publicitário. Nos anos 70, em São Paulo, publicou ilustrações na revista Planeta, nos jornais O Estado de S. Paulo, Folha de S. Paulo, capas de livros e ilustrações publicitárias. Em 1973, publicou o primeiro livro de HQ de autor brasileiro, O Karma de Gaargot. Em 1974, foi para a Europa e acabou se estabelecendo na França. Colaborou com as melhores revistas francesas, principalmente Métal Hurlant. Publicou 11 álbuns de HQ na França. Suas HQs e dois de seus álbuns foram publicados nos EUA pela revista Heavy Metal. Viveu mais de 25 anos nas ilhas do Taiti, Polinésia Francesa, fazendo HQs e ilustrações. Seus álbuns têm traduções em oito países da Europa e, nos EUA, seu livro Lakota: An Illustrated History foi premiado com o Benjamin Franklin Award como a melhor obra multicultural de 1997. Em 2007, recebeu no Brasil o troféu HQ Mix, categoria Grande Mestre, e lançou em 2008 o álbum de HQ Xingu!.
A obra tem 88 páginas, formato: 21 x 28 cm e em cores. Preço: 51,00 (R$:48,00 na Loja Comix)
Postar um comentário