quarta-feira, 9 de maio de 2012

Artigo




 
Amaro Xavier Braga Júnior
Graduado, Mestre e Doutorando em Sociologia – UFPE
Professor Assistente do Instituto de Ciências Sociais da UFAL
Pesquisador do Laboratório da Cidade e do Contemporâneo – LACC – UFAL
Pesquisador do Núcleo de Pesquisa Sociedade, Cultura e Comunicação – UFPE
amaro@ics.ufal.br
 
Resumo:
O artigo apresenta uma análise da inserção e produção de histórias em quadrinhos enquanto veículo de informação na sala de aula. Através de um estudo de caso e relato de experiência na produção de Quadrinhos Independentes, enfatiza a propagação da memória cultural e o exercício de uma cidadania midiatizada representativa da identidade local, mediada pelas histórias em quadrinhos através das representações sociais nelas contidas, de origem tanto imagética quanto textual. A partir de uma revisão de literatura sobre o uso das HQ´s na sala de aula, realiza um estudo de caso da série de revistas em quadrinhos, visando o uso da transmissão da memória etnohistórica com base nas revistas “Passos Perdidos, História Desenhada”, retratando a presença judaica na região nordeste do Brasil, “Heróis da Restauração Pernambucana” sobre a formação étnica da nação e “AfroHQ” que procurar resgatar elementos sobre a história e a cultura afro-brasileira e africana, todas publicadas em Pernambuco entre 2005 e 2010. Defende a possibilidade da produção de quadrinhos que valorize a memória local e exerça a função informativa para escolares ao se constituir de referenciais identitários locais.
Palavras-chave:
Quadrinhos; Recursos Didáticos; Representações Sociais

Postar um comentário